Percepción de adolescentes sobre sexualidad y salud reproductiva: la escuela como espacio para la educación sexual

Luciana Uchôa Barbosa, Raylane da Silva Machado, Juliana de Castro Nunes Pereira, Angélica de Godoy Torres Lima, Suzana Santos da Costa, Vanderlei Folmer

Resumen

Objetivo: Analizar la percepción y el conocimiento de los adolescentes sobre Infecciones Sexualmente Transmisibles (IST's), embarazo y formas de prevención por medio de los métodos anticonceptivos. Metodología: Se trata de un estudio descriptivo con enfoque cualitativo. Para la recolección de datos utilizamos cuestionario autoaplicable en los adolescentes escolares del 6º al 9º año de la enseñanza fundamental y el análisis de los datos fue realizado por medio del análisis de contenido, en su modalidad temática. Resultados: Sobre las informaciones de las IST's y los Métodos anticonceptivos, se observa que los / las adolescentes encuestados son vulnerables, pues la investigación reveló que la mayoría de los adolescentes desconocen sobre el tema o no tienen informaciones necesarias para protegerse. Conclusión: Podemos considerar que hay una laguna en el conocimiento de los adolescentes escolares sobre los métodos anticonceptivos, los tipos de infecciones sexualmente transmisibles y los métodos preventivos, lo que implica aumentar las posibilidades de un comportamiento sexual de riesgo.

Palabras clave

Adolescencia; Sexualidad; Salud reproductiva; Educación sexual

Referencias

Abreu, L.D.P., Torres, R.A.M., Silva, M.R.F. & Araújo, A.F. (2018). WEB rádio como ferramenta de diálogo em saúde coletiva no sertão: juventudes e métodos contraceptivos. Sanare, 17(01), 24-31. Disponível em https://sanare.emnuvens.com.br/sanare/article/viewFile/1219/650

Alves, K.R.C.L. & Oliveira, P.S.D. (2017). Sexualidade na adolescência, percepção e cuidados na prevenção de doenças sexualmente transmissíveis: uma revisão de literatura. Revista Rede de Cuidados em Saúde, 11(01), 1-11. Disponível em http://publicacoes.unigranrio.edu.br/index.php/rcs/article/view/4410/242

Arceo-Gomez, Eva O, & CamposVazquez, Raymundo M. (2014). Teenage pregnancy in Mexico: evolution and Consequences. Latin american journal of economics, 51(1), 109-146.

Bardin, L. (2011). Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70.

Brasil.Ministério da Educação. (1998). Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetroscurriculares nacionais: orientação sexual. Brasília: MEC /SEF. Brasília (DF): Ministério da Saúde.

Brasil. Ministério da Saúde. (2018). Secretaria de Atenção em Saúde. Departamento de AçõesProgramáticas Estratégicas. Cuidando de Adolescentes: orientações básicas para a saúde sexual e a saúde reprodutiva. Secretaria de Atenção em Saúde, Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Brasília (DF): Ministério da Saúde.

Brasil. Ministério da Saúde. (2018). Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das IST, do HIV/Aids e das Hepatites Virais. Brasília (DF): Ministério da Saúde. Disponível em http://www.aids.gov.br/ptbr/publico-geral/o-que-sao-ist

Campaña, A.G., Lacalle, M.H., León, Mª.C.L., & Almendros, Mª.R.R. (2018). Los micromachismos en los adolescentes. Su asociación con las relaciones de pareja y el modelo de maternidad y paternidad. Cultura de los Cuidados (Edición digital), 22(51), 144-153. Disponível em https://rua.ua.es/dspace/bitstream/10045/77597/1/CultCuid_51_16.pdf

Campos, H.M., Paiva, C.G.A., Mourthé, I.C.A., Ferreira, Y.F., Assis, M.C.D. & Fonseca, M.C. (2018). Diálogos com adolescentes sobre direitos sexuais na escola pública: intervenções educativas emancipatórias. Pesquisas e Práticas Psicossociais, 13(3), 1-15. Disponível em http://www.seer.ufsj.edu.br/index.ph p/revista_ppp/article/view/3107/1991

Copetti, J., Soares, R.G, Lara, S., Lanes, K., Puntel, R.L. & Folmer,V. (2013). Conhecimento de adolescentes sobre saúde e fatores de risco para doenças e agravos não transmissíveis: sugestão de abordagem interdisciplinar. Revista Ciências & Ideias, 4(02), 123-142. Disponível em http://revistascientificas.ifrj.edu.br:8080/revista/index.php/reci/article/view/324/224

Dias, M.K.N. & Zandonadi, A.C. (2018). O papel da família e da escola: processo de educação sexual dos filhos. Revista FAROL, 7(7), 132-143.

Ferreira, E.A., Alves, V.H., Pereira, A.V., Rorigues, D.P., Paiva, E.D., & Santos, I.M.M. (2018). Adolescentes no espaço escolar e o conhecimento a respeito da saúde sexual e reprodutiva. Cogitare Enferm, (23)2,1-8.

Lara, S., Salgueiro, A..C.F., Puntel, R.L. & Folmer, V. (2015).Trabalhando a interdisciplinaridade com o tema transversal saúde na formação inicial de estudantes do curso normal. Revista Ciências &Ideias, 6(2), 116-134. Disponível em http://revistascientificas.ifrj.edu.br:8080/revista/index.php/reci/article/view/379/343

Magowe, M.K.M., Seloilwe, E., Dithole, K. & Lawrence, J.S.T. (2017). Perceptions of key participants about Botswana adolescents’ risks of unplanned pregnancy, sexually transmitted diseases, and HIV: Qualitative findings. Japan Journal of Nursing Science, 14(1), 257–26.

Moreira, B.L.R., & Folmer, V. (2015). Percepções de professores de ciências e educação física acerca da educação sexual na escola. Experiências em Ensino de Ciências, 10(3),150-163. Disponível em http://if.ufmt.br/eenci/artigos/Artigo_ID282/v10_n2_a2015.pdf

Nothaft, S.C.S., Zanatta, E.A.,Brumm, M.L.B., Galli, K.S.B., Erdtmann, B.K., Buss, E. & Silva, P.R.R. (2014). Sexualidade do adolescente no discurso de educadores: possibilidades para práticas educativas. Revista Mineira de Enfermagem, 18(2), 284-289.

Organização Mundial de Saúde. (2015). Health Topics. Adolescent health. Genebra: OMS. Disponível em http://who.int/topics/adolescent_hea lth/en/.

Ribeiro, D.K. (2018). Experiência Extensionista de Estudantes de Enfermagem em um Projeto de Educação em Saúde e Sexualidade na Escola. Revista Guará, 6(9), 85- 96. Disponível em http://periodicos.ufes.br/guara/articl e/view/15624/13680 .

Rinque, L.C.L., Ruggeri, T.C., Vale, J.S., Pantano, F., Nascimento, D.P. & Roque, E.M.S.T. (2017). Relato de experiência: discutindo saúde sexual e gravidez na adolescência. Revista Científica da Faculdade de Educação e Meio Ambiente, 8(2), 53-69.

Santos, M.K.L.F., Queiroz, L.A., Saltirio, I.L.S., Rios, J.S.C., Pinho, H.M.L.S., Silva, K.W.L. & MatosRocha, T.J (2018). Estratégias de educação sexual a partir da percepção de estudantes de uma escola pública. Arq Med Hosp Fac Cienc Med Santa Casa São Paulo, 63(2),90-95.

Silva, R.A.R., Nelson, A.R.C., Duarte, F.H.S., Prado, N.C.C., Holanda, J.R.R. & Costa, D.A.R.S. (2016). Conhecimento de estudantes adolescentes sobre transmissão, prevenção e comportamentos de risco em relação às DST/HIV/AIDS. Rev Fund Care Online, 8 (4), 5054-5061.

White, A.L., Mann, E.S. & Larkan, F. (2018). Contraceptive knowledge, attitudes, and use among adolescent mothers in the Cook Islands. Sexual & Reproductive Healthcare, 16(1), 92-97.

Zompero, A.F., Leite, C.M., Giangarelli, D.C. & Bergamo, M.C. (2018). A temática sexualidade nas propostas Curriculares no Brasil. Revista Ciências e Ideias, 9(1), 101-114




DOI: https://doi.org/10.14198/cuid.2019.55.03





Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento 4.0 Internacional.