Prácticas de promoción de la salud y la prevención de los malos tratos a las personas mayores: una revisión integradora

Mariana Ramos Guimarães, Donizete Vago Daher, Florence Tocantins Romijn, Aline Ramos Velasco, Ândrea Cardoso de Souza

Resumen

Objetivo: Analizar en la producción científica, como las prácticas profesionales de la salud incluyen la promoción de la salud y prevención del abuso de las personas mayores.

Método: Se trata de una revisión integrativa que se plantea: ¿las prácticas de salud desarrolladas por profesionales incluyen promoción de la salud y la prevención del abuso de los ancianos? La búsqueda se realizó en MEDLINE y LILACS, utilizando: “Salud de ancianos” y “Maltrato al Anciano”. Se incluyeron artículos originales publicados en portugués, inglés y español, entre 1994 y 2015. Fueron excluidos los artículos duplicados, tesis, editoriales, comentarios, opiniones y / capítulos de libros y artículos con acceso pago.

Resultados: La muestra fue compuesta por nueve artículos que se analizaron mediante análisis de contenido. Se construyeron las categorías: Promociones en la salud de los ancianos; Prácticas de prevención de los malos tratos a las personas mayores. Fueron identificadas diversas lagunas de conocimiento.

Conclusiones: Las prácticas de vigilancia y control de la violencia sobre ancianos resultan inciertas. Las acciones de educación permanente en la promoción de la salud y la prevención de los malos tratos necesitan ser instituidas.


Palabras clave

Atención de salud para los ancianos; Maltrato de las personas mayores; La prevención primaria; Promoción de la salud

Referencias

Assis, S.G., e Avanci, J.Q. (2009). É possível prevenir a violência? Refletindo sobre risco, proteção, prevenção e promoção da saúde. En A.A. Njaine, k., Assis, S.G. e Constantino, P. Impactos da violência na saúde (pp. 79-102). Rio de Janeiro: Fundação Oswaldo Cruz.

Alvarenga, M.R.M., Oliveira, M.A.C., Domingues, M.A.R., Amendola, F. e Faccenda, O. (2011). Rede de suporte social do idoso atendido por equipes de Saúde da Família. Ciência e Saúde Coletiva,16(5),2603-2611. Recuperado de https://doi.org/10.1590/S1413-81232011000500030

Bardin, L. (2011). Analise de Conteúdo. São Paulo: Edições 70.

Brasil. (2014a). Manual de enfrentamento à violência contra a pessoa idosa. Brasília: Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República.

Brasil. (2005).Plano de Ação para o Enfrentamento da Violência Contra a Pessoa Idosa. Brasília: Subsecretaria de Direitos Humanos.

Botelho, L.L.R., Cunha, C.C.A. e Macedo, M.O. (2011). Método da Revisão Integrativa nos Estudos Organizacionais. Gestão e Sociedade, 5(11), 121-136. Recuperado de https://doi.org/10.21171/ges.v5i11.1220

Castiel, L.D., Guilam, M.C.R., e Ferreira, M.S. (2011). Correndo o Risco – Uma introdução aos riscos em Saúde. Rio de Janeiro: Ed. Fio Cruz.

Cavalcanti, M.L.T. e Souza, E.R. (2010). Percepções de gestores e profissionais de saúde sobre a atenção aos idosos vítimas de violências no município do Rio de Janeiro (RJ, Brasil). Ciênc. Saúde Coletiva, 15(6), 2699-2708. Recuperado de http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232010000600008&lng=p

Cecílio, L.C.O. (2009). As Necessidades de Saúde como Conceito Estruturante na Luta pela Integralidade e Equidade na Atenção em Saúde. En A.A. Pinheiro, R. e Mattos, R.A. Os sentidos da integralidade na atenção e no cuidado à saúde (pp. 161- 170) Rio de Janeiro: UERJ, IMS, ABRASCO.

Crossetti, M.G.O. (2012). Revisão integrativa de pesquisa na enfermagem o rigor cientifico que lhe é exigido. Rev Gaúcha Enferm, 33(2), 8-9. Recuperado de https://doi.org/10.1590/S1983-14472012000200001

Czeresnia, D. e Freitas, C.M. (2014). Promoção da Saúde, conceitos, reflexões, tendências. Rio de Janeiro: Ed Fiocruz.

Deslandes, S.F. e Souza, E.R. (2010). Atendimento pré-hospitalar ao idoso vítima de violência em cinco capitais brasileiras. Ciênc. saúde coletiva, 15(6), 2775-2786. Recuperado de https://doi.org/10.1590/S1413-81232010000600015

Freitas, C.A.S.L. e Teófilo, T.J.S. (2010). Avaliação construtivista, sob uma abordagem integradora e intersetorial, das ações do Projeto Disque Idoso em Sobral (CE, Brasil). Ciênc. saúde coletiva, 15(6), 2825-2833. Recuperado de https://doi.org/10.1590/S1413-81232010000600020

Lima, M.L.C., Souza E.R., Lima, M.L.L.T, Barreira A.K., Bezerra E.D. e Acioli, R.M.L. (2010). Assistência à saúde dos idosos vítimas de acidentes e violência: uma análise da rede de serviços SUS no Recife (PE, Brasil). Ciênc. saúde coletiva, 15(6), 2677-2686. Recuperado de https://doi.org/10.1590/S1413-81232010000600006

Marin, M.J.S. e Cecílio, L.C.O. (2009). Necessidades de saúde de idosos de uma Unidade de Saúde da Família. Rev. Bras. Geriatr. Gerontol, 12(1), 63-76. Recuperado de https://doi.org/10.1590/1809-9823.200912016

Mascarenhas, M.D.M., Andrade, S.S.C.A, Neves, A.C.M., Pedrosa, A.A.G., Silva, M.M.A. e Malta D.C. (2012). Violência contra a pessoa idosa: análise das notificações realizadas no setor saúde – Brasil. Ciênc. Saúde Coletiva, 17(9), 2331-2341. Recuperado de https://doi.org/10.1590/S1413-81232012000900014

Mello, A.L.S.F. e Moysés, S.J. (2010). Análise diagnóstica do atendimento pré-hospitalar para acidentes e violências contra idosos em Curitiba (PR, Brasil). Ciênc. Saúde Coletiva, 15(6), 2709-2718. Recuperado de https://doi.org/10.1590/S1413-81232010000600009

Ministério da Saúde. (2014). Política Nacional de Promoção da Saúde. Brasília: Ministério da Saúde.

Ministério da Saúde. (2001). Política Nacional de Redução da Morbimortalidade por Acidentes e Violências. Brasília: Ministério da Saúde.

Paixão Junior, C.M. e Reichenheim, M.E. (2006). Uma revisão sobre instrumentos de rastreamento de violência doméstica contra o idoso. Cad. Saúde Pública, 22(6), 1137-1149. Recuperado de https://doi.org/10.1590/S0102-311X2006000600003

Phebo, L., Njaine, K. e Assis, S.G.A. (2009). Redes de prevenção à violência e de proteção no âmbito da gestão em saúde. Impactos da violência na saúde. Rio de Janeiro: Fundação Oswaldo Cruz.

Ribeiro, A.P. e Barter E.A.C.P. (2010). Atendimento de reabilitação à pessoa idosa vítima de acidentes e violência em distintas regiões do Brasil. Ciênc. saúde coletiva 15(6), 2729-2740. Recuperado de http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1413-81232010000600011&lng=en&nrm=iso&tlng=en

Rodrigues, I.S., Feitosa, C.D.A., Guimarães, D.B.O., Mendes, P.N. e Figueiredo, M.L.F. (2015). Violência contra a pessoa idosa nas pesquisas em saúde: revisão integrativa. Rev enferm UFPE on line. 9(3), 7126-7132.

Sanicola, L. (2008). As dinâmicas de rede e o trabalho social. São Paulo: Veras editora.

Santos, E.R., Souza, E.R., Ribeiro, A.P., Souza, A.M.M. e Lima R.T.S. (2010). Cenário do atendimento aos agravos provocados por acidentes e violência contra idosos na rede SUS de Manaus (AM, Brasil). Ciênc. saúde coletiva 15(6), 2741-2752. Recuperado de https://doi.org/10.1590/S1413-81232010000600012

Santos, P.T., Bertolozzi, M.R. e Hino P. (2010). Necessidades de saúde na atenção primária: percepção de profissionais que atuam na educação permanente. Acta Paul Enferm 23(6), 788-795. Recuperado de https://doi.org/10.1590/S0103-21002010000600012

Silveira, R.E., Mendonça, F.T.N.F., Santos, A.S. e Filipe E.M.V. (2015). Estratégias de educação em saúde para idosos: experiências e desafíos. Cultura de los Cuidados (Edición digital), 19(42),154-163. Recuperado de http://culturacuidados.ua.es/article/view/2015-n42-estrategias-de-educacao-em-saude-para-idosos-experiencias-e-desafios

Souza E.R. e Minayo, M.C.S. (2010). Inserção do tema violência contra a pessoa idosa nas políticas públicas de atenção à saúde no Brasil. Ciênc. saúde coletiva.15(6), 2659-2668. Recuperado de https://doi.org/10.1590/S1413-81232010000600002

Valadares, F.C. e Souza, E.R. (2010). Violência contra a pessoa idosa: análise de aspectos da atenção de saúde mental em cinco capitais brasileiras. Ciênc. e saúde coletiva 15(6), 2763-74. Recuperado de https://doi.org/10.1590/S1413-81232010000600014

Vello, L.S., Pereira, M.A.O. e Popim, R.C. (2014). Saúde mental do Idoso: percepções relacionadas ao envelhecimento. Invest. educ. enferm. 32 (1), 60-68.

Veras, R. (2009). Envelhecimento populacional contemporâneo: demandas, desafios e inovações. Rev Saúde Pública, 43(3), 548-554. Recuperado de https://doi.org/10.1590/S0034-89102009000300020

Wanderbroocke, A.C.N.S. e Moré, C.L.O.O. (2013). Abordagem profissional da violência familiar contra o idoso em uma unidade básica de saúde. Cad Saúde Publica, 29(12), 513-22. Recuperado de https://doi.org/10.1590/0102-311X00174112




DOI: https://doi.org/10.14198/cuid.2018.50.15





Copyright (c) 2018 Mariana Ramos Guimarães, Donizete Vago Daher, Florence Tocantins Romijn, Aline Ramos Velasco, Ândrea Cardoso de Souza

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento 4.0 Internacional.